Trabalhadores da educação do estado anunciam greve sanitária a partir de segunda

Publicidade

Sind-UTE/MG decide pela realização de greve sanitária de trabalhadores da educação por tempo indeterminado onde houver convocação presencial; ensino remoto permanece.

Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) realizou novo conselho geral com a categoria, na manhã desta quarta-feira (28/7), e decidiu entrar em greve sanitária por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira (2/8).

O sindicato destaca que a greve será realizada nas regiões onde houver a convocação presencial, mas o ensino remoto continuará a ser prestado aos estudantes.

A Rede Estadual de Minas não apresenta segurança sanitária nas escolas para um retorno presencial, o processo de vacinação no Estado não garantiu a imunização completa com a segunda dose na categoria e as crianças e adolescentes sequer têm um cronograma de vacinação. Essa greve sanitária se faz necessária para defender a vida da categoria, dos estudantes e das comunidades escolares“, disse a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, professora Denise Romano. 

Entre 12 e 17 julho, o sindicato deflagrou uma greve sanitária “em defesa da vida”.

Publicidade

Após o recesso escolar e, sem realizar nenhuma mudança na estrutura das escolas, a Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) manteve o posicionamento, e as aulas presenciais serão retomadas de forma híbrida“, informou a categoria.

A paralisação também será aplicada nas Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e Órgão Central, com a manutenção do trabalho remoto.

O outro lado 

Sobre a greve convocada pelo sindicato da categoria para a próxima semana, a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) informa que vai acompanhar a adesão ao movimento nas escolas estaduais, ”mas reitera que o processo de retomada das atividades presenciais segue planejado com todo cuidado e segurança, com o fim do recesso escolar, no próximo dia 3 de agosto”.

A SEE/MG reforça que a retomada das atividades presenciais na rede estadual está acontecendo de maneira segurahíbridagradual facultativa, seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

Todas as escolas realizaram um checklist criterioso para aplicação das adequações necessárias no ambiente, com regras de distanciamento e disponibilização dos equipamentos de proteção e produtos de higiene e limpeza. A retomada também inclui monitoramento de casos suspeitos da doença, com a possibilidade de afastamento progressivo de alunos, turmas e até o fechamento de escolas, em caso de necessidade“, informou por nota. 

Com informações de Estado de Minas


Veja também

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga-nos no Google News

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui