Concurso Público: confira o edital publicado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Publicidade

O concurso público do Tribunal de Justiça de Minas Gerais será realizado para o provimento de vagas existentes e formação de cadastro de reserva para cargos efetivos do Poder Judiciário.

Na última quinta-feira, 23, foi publicado o edital de concurso público para Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG, para o provimento de vagas existentes e formação de cadastro de reserva para cargos efetivos do Poder Judiciário. Há vagas para nível médio e nível superior.

As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação, neste link, das 10h do dia 30 de agosto de 2022 às 23h59 do dia 29 de setembro de 2022. 

Confira as vagas e requisitos:

Cargo de oficial judiciário – Ensino Médio – salário R$ 3.264,98

– Assistente técnico de controle financeiro: requer conclusão de curso Técnico de Contabilidade, reconhecido por órgão governamental competente
– Oficial de justiça: requer conclusão de curso de nível médio de escolaridade, reconhecido por órgão governamental competente;

Cargo de analista judiciário – Ensino Superiorsalário R$ 5.113,09

– Administrador: requer graduação em curso de nível superior de Administração, Administração ou Gestão Pública, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

Publicidade

– Analista de tecnologia da informação: requer graduação em curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação, reconhecido por órgão governamental competente, com registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso. Experiência exigida: atuação mínima de dois anos na área de Tecnologia da Informação;

– Analista judiciário: requer graduação em curso de nível superior de Direito, reconhecido por órgão governamental competente;

– Assistente social: requer graduação em curso de nível superior de Serviço Social, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria;

– Bibliotecário: graduação em curso de nível superior de Biblioteconomia, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Contador: requer graduação em curso de nível superior de Ciências Contábeis, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Enfermeiro: requer graduação em curso de nível superior de Enfermagem, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Engenheiro civil: requer graduação em curso de nível superior de Engenharia Civil, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Engenheiro eletricista: requer graduação em curso de nível superior de Engenharia Elétrica, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Engenheiro mecânico: graduação em curso de nível superior de Engenharia Mecânica, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Médico: requer graduação em curso de nível superior de Medicina, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou
inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso;

– Psicólogo: requer graduação em curso de nível superior de Psicologia, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria;

– Revisor judiciário: requer graduação em curso de nível superior de Letras ou Direito, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso

O edital completo está disponível neste link (páginas 46 a 135).

As provas do concurso do Tribunal de Justiça de Minas Gerais serão aplicadas no dia 4 de dezembro de 2022, nas cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui