Empresa investirá R$ 35 milhões em nova fábrica em Varginha

Publicidade

A empresa Fabritech tem previsão de gerar até 350 vagas permanentes com a nova fábrica em Varginha, sendo 70% delas para mulheres.

 

A Fabritech, uma das principais fabricantes de capacetes e viseiras para motociclistas do país, anunciou o investimento de R$ 35 milhões em nova fábrica em Varginha. A expectativa de geração de 300 e 350 empregos permanentes.

O protocolo de intenções com o Governo de Minas já foi assinado pela empresa e as obras devem começar no segundo semestre de 2022. 

A empresa fabrica os capacetes da marca Axxis, com tecnologia e certificação europeias. A atual unidade, em Limeira (SP), tem uma produção de 15 mil capacetes por mês. Os produtos são distribuídos para 1.200 pontos de venda espalhados por todos os estados brasileiros. 

Publicidade

“O esforço da equipe de desenvolvimento econômico do Governo de Minas tem auxiliado as prefeituras a adotarem uma legislação mais amigável aos cidadãos, contemplando ações de simplificação e desburocratização do ambiente de negócio. O resultado dessas iniciativas é a transformação de Minas Gerais em melhor lugar para se investir no pais, impulsionando o crescimento econômico regional e contribuindo para a geração de mais emprego e renda para os mineiros”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio

“O projeto de Varginha terá uma capacidade de produção de 80 mil unidades para atender a demanda nacional e já estamos em tratativas para exportar para a Europa. Cerca de 70% da nossa mão de obra é feminina, já que o processo de montagem demanda mais delicadeza e atenção aos detalhes”, conta o CEO da Fabritech, Marco Antonio Mascaro. 

De acordo com informações do executivo, vários fatores contribuíram para a escolha por Minas Gerais para a nova unidade da empresa, como os benefícios fiscais, o corredor de importação e incentivos para o e-commerce, além do Porto Seco localizado em Varginha, o que facilita a importação de insumos e a exportação dos produtos acabados. Marco Antonio afirma que o Estado se mostra hoje empenhado em facilitar os novos investimentos e geração de empregos pela iniciativa privada. 

 “Notamos que o Governo de Minas está olhando para o empreendedor de forma mais amigável, pensando em auxiliá-lo na estruturação do negócio e na construção de parcerias para viabilizá-lo, e não somente em cobrar do empresário os impostos, até antes da implementação da unidade. Isso motiva a gente a empreender em Minas. Outros estados parecem que têm o prazer em atrapalhar o empreendedor. Isso precisa mudar no Brasil e Minas Gerais já está à frente nesse processo”, afirma.  

A Fabritech não é a primeira empresa focada no mercado de ‘duas rodas’ a se instalar em Varginha. A cidade já possui a Riba Brasil, pioneira na fabricação de motocicletas elétricas e que também está aproveitando a expansão deste mercado prevista para os próximos anos.

Com intermediação da Invest Minas, a empresa anunciou, em novembro passado, um investimento de R$ 8,5 milhões na ampliação da produção visando os mercados interno e externo. A empresa possui ainda os serviços de compartilhamento de motos e assinaturas de baterias. 


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui