Sebrae e Caixa vão oferecer capacitação financeira para pequenos negócios em Minas Gerais

CEF
Foto: Google Maps.

Programa Crédito Assistido vai atender clientes da Caixa que conseguiram acessar crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas, o Fampe.

O Sebrae e a Caixa lançaram nesta quinta-feira (20/08), às 17h, em evento virtual para clientes da instituição em Minas Gerais, o Programa Crédito Assistido. A iniciativa vai beneficiar mais de 2,4 mil clientes da Caixa em Minas Gerais que já acessaram linhas de crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), gerido pelo Sebrae. Entre abril e agosto, a Caixa liberou um volume de crédito superior a R$ 170 milhões para pequenos negócios em Minas Gerais na parceria com o SEBRAE, com cerca de 80% deste montante  provenientes do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas Fampe.

O Programa Crédito Assistido prevê a ampliação do acesso dos pequenos negócios a serviços gratuitos de capacitação financeira. “É uma ação que visa a qualificação técnica dos empresários do segmento, para que tenham acesso a conhecimentos e ferramentas que os ajudem a melhorar a saúde financeira dos seus negócios”, informa João Cruz Reis Filho, diretor técnico do Sebrae Minas.

A adesão ao programa é gratuita e não exige quaisquer contrapartidas dos empresários, que poderão escolher entre os combos de capacitação, de acordo com a necessidade do negócio. Os combos incluem cursos, planilhas gerenciais, e-books e consultorias financeiras personalizadas.

O programa vai beneficiar, num primeiro momento, clientes da Caixa que contrataram crédito com garantias complementares do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) em 2020. De abril a agosto, 2.491 empresas foram atendidas pelo banco. Esta importante iniciativa visa facilitar o acesso ao crédito à ME, EPP e MEI, com serviços gratuitos de capacitação oferecidos pelo Sebrae e apoio financeiro da Caixa”, explica a superintendente nacional da Caixa, Ana Maria Galinari.

Demanda por crédito é crescente

Entre junho e julho, saltou de 42% para 54% o percentual de pequenos negócios de Minas Gerais que buscou empréstimo durante a pandemia. Segundo levantamento realizado pelo Sebrae entre os dias 27 e 30 de julho, o receio de endividamento é uma das razões apontadas por 21% dos empresários que ainda não buscaram crédito. 

E este temor é real, já que 39% dos pequenos negócios mineiros afirmam ter dívidas de empréstimos em atraso. “O Crédito Assistido vai alcançar diretamente os empresários que conseguiram financiamento com recursos do Fampe, possibilitando que o recurso obtido reverta em melhores resultados para seus negócios”, afirma João Cruz.

Além da Caixa, clientes do BDMG e do Sicoob em Minas Gerais que conseguiram empréstimos com o aval do Fampe também poderão participar do programa. A estimativa é atender 10 mil clientes das três instituições no estado neste ano. As capacitações para os empresários começam entre os dias 21 e 31 de agosto.


Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

whatsapp varginha digital noticias

Veja também

Siga-nos nas Redes Sociais

Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores
logo varginha digital

Varginha Digital
Notícias de Varginha e região direto no seu celular.
Informação com credibilidade, Varginha em um clique!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome