Varginha e Alfenas são destaques na geração de empregos em 2017

As duas cidades sulmineiras fecharam o ano de 2017 com 773 e 693 empregos gerados respectivamente.

Comércio
Comércio foi o setor que mais empregou

Varginha e Alfenas são destaque em contratações geradas por Micro e Pequenas Empresas (MPE), de acordo com levantamento feito pelo Sebrae Minas com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). As duas cidades fecharam o ano de 2017 com 773 e 693 empregos gerados respectivamente.

No ranking das cidades mineiras que tiveram o melhor desempenho na geração de emprego pelas MPE no ano passado, Belo Horizonte ficou em primeiro lugar com o saldo de 6.029 vagas.

Também foram destaque na geração de empregos as cidades de: Betim (1.620 vagas), Uberlândia (1.248 vagas), Patos de Minas (934 vagas), Iturama (866 vagas), Montes Claros (788 vagas), Nova Lima (757 vagas) e Paracatu (750 vagas).

No acumulado do ano, Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de empregos gerados pelas MPE no país, com 36.055 vagas preenchidas. De janeiro a dezembro, as MPE mineiras contrataram 1.070.991 trabalhadores e demitiram 1.034.936. Se comparado com outros estados o resultado só não foi melhor que São Paulo que obteve um saldo de 54 mil empregos gerados pelas MPE no ano.

O setor de Serviços (20.258 vagas) concentrou mais que a metade dos empregos gerados pelas MPE mineiras.

No vermelho
Apesar do bom desempenho das MPE do estado, as atividades que registraram mais demissões que contratações foram: pedreiro (-2.171 vagas), gerente administrativo (-2.095 vagas), gerente comercial (-1.238 vagas), supervisor administrativo (-1.054 vagas) e gerente de loja e supermercado (-979 vagas)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome