Lutador varginhense Vinícius Salvador lutará em seletiva para conquistar vaga no UFC

Publicidade

O lutador Vinícius Salvador pode ser o próximo varginhense a entrar no torneio de luta UFC.

Vinícius Salvador é companheiro de treino de Amanda Ribas, outra varginhense que está na disputa do UFC. O lutador de Varginha, tem 24 anos, ele chamou a atenção da organização e enfrenta, em agosto, atleta mexicano no Dana White’s Contender Series e agora vai lutar na seletiva que dá vaga no UFC.

Vinícius já é conhecido no MMA de Varginha, possui 12 vitórias em 17 lutas e tem ganhado espaço cada vez mais. Sua vitória mais recente foi em dezembro no confronto, pelo Arena Global. A conquista no Rio de Janeiro abriu portas para o Dana White’s Contender Series: uma seletiva elaborada pelo organização do UFC para revelar talentos para a organização.

Já venho treinando há muitos anos. O meu empresário já tentando essa oportunidade para eu lutar no UFC. E agora, por essa vitória, pelo cinturão, surgiu essa vaga para eu lutar no Contender, em uma categoria abaixo da minha. Estou pronto e preparado. Eles também acham isso de mim. Conseguiram me colocar no evento” disse Vinícius em entrevista ao Globo Esporte.

Vinícius está na categoria peso-galo (até 61kg), mas topou lutar no peso-mosca (até 57kg) para ter oportunidade no evento.

Publicidade

Não é nenhum problema estar descendo para 57 [quilos]. Eu desço muito forte, sou um dos mais fortes da categoria. Estou bem preparado para conseguir descer esse peso“.

A luta de Vinícius Salvador pelo Dana White’s Contender Series será em agosto. Ele entre no octógono contra o mexicano Luis Rodriguez, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Além de vencer, para conseguir a vaga, ele sabe que precisa mostrar que merece estar no UFC.

“Vai ser um lutão, posso falar isso porque ele é da mesma parte que eu, que é da trocação, da parte em pé. Estou preparado para todas as áreas, tanto em chão, quanto em pé. Estou treinando com atletas da academia que são excepcionais, ajudam até a Amanda [Ribas] nos treinos” disse Vinícus.

Para lidar com a pressão de representar Varginha no cenário internacional, ele se ampara na própria história. Vinícius Salvador já entrou para lutar no octógono enquanto a mãe, Juliana Sampaio de Almeida, lutava pela vida.

Na minha segunda luta, eu tinha 18 anos. Fui lutar em Foz do Iguaçu, em um evento que chama Jungle Fight. Minha mãe descobriu que estava com um tumor na cabeça de um câncer que ela teve. Ela tinha que operar. Eu não ia lutar, ia desistir da luta. Mas eu morava com meus avós na época. O Marcelo [Ribas], que sempre foi meu mestre, disse que era a oportunidade da minha vida, que a minha mãe ia operar no mesmo dia da luta, minha avó iria estar junto com ela. Minha avó disse para eu ficar tranquilo que passaria todos os detalhes antes da luta. Graças a Deus a cirurgia foi um sucesso, consegui lutar bem e vencer” conta Vinícius Salvador em entrevista ao Globo Esporte.

Com informações de Globo Esporte

Leia também: Amanda Ribas testa positivo para Covid e luta no UFC em Las Vegas é cancelada


Veja também

Siga-nos no Google News

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui