Casos de Violência Doméstica têm queda de 21,82% em Varginha

Publicidade

As ações da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica impactaram diretamente na redução deste tipo de crime em Varginha.

No mês em que a Lei Maria da Penha completa 15 anos temos uma ótima notícia: os casos de violência doméstica caíram nas cidades que fazem parte do 55º Batalhão da Polícia Militar caíram 19,22% em 2020. Em Varginha a queda de 21,82%, sendo 637 casos em 2019 contra 498 em 2020.

Na cidade o trabalho da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica tem impactado diretamente na redução deste tipo de crime. A equipe atua em todos os bairros de Varginha. Na área rural é feito atendimento em casos graves ou reincidentes.

Como funciona o trabalho da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica

A Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica foi implantada em Varginha em outubro de 2018, mas foi criada em 2010 na cidade de Belo Horizonte.

De acordo com a Sargento Bárbara, uma das responsáveis pelo trabalho, diariamente a equipe identifica os casos novos ou reincidentes e faz um contato pessoal com a vítima, oferecendo a ela o chamado Serviço de Prevenção à Violência Doméstica, a vítima pode aceitar ou recusar.

Publicidade

Quando ela aceita, é feito um protocolo com visitas à vítima e ao agressor e, cada visita tem um objetivo diferente. O objetivo geral é acabar o ciclo da violência doméstica. “Com esse acompanhamento a vítima se sente encorajada e o autor se sente monitorado pela Polícia”, explica a Sargento Bárbara.

São feitos também encaminhamentos aos órgãos que compõem a rede de enfrentamento à violência doméstica, composta pela Polícia Militar, Defensoria Pública, Ministério Público, Poder Judiciário, CREAS e Delegacia da Mulher. Em Varginha o trabalho conta ainda com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB – e da Guarda Municipal.

Quando o agressor insiste em praticar a violência, são enviados relatórios do caso para o Ministério Público ou para o Poder Judiciário.

Em 2020 a Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica acompanhou 95 vítimas e 2021foram 47 vítimas. Todo o processo dura cerca de dois meses, são aproximadamente nove contatos no total, com vítima e agressor.

“A patrulha é um diferencial na vida das mulheres que sofrem violência. Somente o fato de uma viatura policial ir até o local e tomar as providências do crime não é suficiente para que o ciclo da violência seja quebrado. Com o acompanhamento da patrulha nós conseguimos reduzir o número de reincidências, conseguimos conscientizar os autores e, por vezes, conseguimos mandados de prisão para aqueles que insistem em praticar a violência. Com o acompanhamento a vítima fica mais informada sobre seus direitos e sente encorajada em tomar providências e seguir em frente com sensação de segurança”, completa a militar.

Violência doméstica em Varginha

Como já citamos, os casos de violência doméstica caíram em Varginha e nas cidades que fazem parte do 55º Batalhão da Polícia Militar, de acordo com informações da Polícia Militar em Varginha.

Somente Santana da Vargem apresentou aumento de 23,53%.

Confira abaixo:

CidadeCasos em 2019Casos em 2020Porcentagem
Varginha637498-21,82%
Carmo da Cachoeira5634-39,29%
Elói Mendes10094-6%
Monsenhor Paulo2312-47,83%
Santana da Vargem1721+23,53%
Três Pontas304267-12,17%
Boa Esperança179143-20,11%
Coqueiral2219-13,64%
Guapé6050-16,67%
Ilicínea3822-42,11%
Fonte: 55º Batalhão da Polícia Militar

.

Boletim de ocorrência de violência doméstica por ser feito pela internet

Desde de julho de 2020 é possível fazer boletim de ocorrência de violência doméstica e familiar contra a mulher pela internet, pelo site Delegacia Virtual de Minas Gerais.

Pelo mesmo canal, as mulheres também poderão solicitar as medidas protetivas de urgência previstos na Lei Federal nº 11.340/2006 (Lei Maria da Penha).

O serviço permite o registro de ameaça, lesão corporal, vias de fato e descumprimento de medida protetiva. Poderão também ser realizados, por meio da Delegacia Virtual, registros dos atos de violência contra crianças e adolescentes, contra idosos e contra pessoas com deficiência.

Veja o passo a passo de como fazer o boletim de ocorrência online neste link.


Veja também

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga-nos no Google News

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui