Encontro para debater a violência doméstica acontece dia 20 em Varginha

Este é o terceiro encontro realizado para discutir a violência doméstica e apresentar a rede de atendimento à mulher.

A equipe da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica da Polícia Militar realiza mais um encontro em Varginha para discutir violência doméstica. O evento será no dia 20 de setembro, das 14hs às 15h30, no Recanto Criança Feliz.

A ação é uma parceira entre a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social (SEHAD), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

O objetivo é debater a violência doméstica e apresentar para a população de Varginha a rede de atendimento à mulher.

Durante o encontro a PM mostrará como é a atuação em casos relacionados à Lei Maria da Penha. É ressaltando que todo o acompanhamento realizado pela Patrulha requer o aceite prévio da mulher.

A rede de atendimento à mulher no município de Varginha conta com serviços capacitados para o atendimento adequado e respeitoso às mulheres.

Por onde já passou

A ação aconteceu no Caic I do bairro Imaculada no último dia 11 de setembro e no no  dia 28 de agosto, na Escola Municipal Antônio de Pádua Amâncio, reunindo mulheres e famílias residentes na região do Centro e bairro de Fátima.

Nos dois eventos os palestrantes explicaram sobre a grande incidência de casos de violência contra a mulher. Também foi reforçada a importância de se combater e denunciar.

Serviço:
Data: 20/09/2018, quinta-feira
Horário: das 14h às 15h30.
Local: Recanto Criança FelizR. Hortência Péres Lúcio, 240 – Jardim Aurea,
Descrição da atividade: A atividade será realizada em parceria com a equipe do CRAS IV e contará com a presença da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica da Polícia Militar, composta pelo Sargento Alex Homwell de Oliveira e pela Soldado Janaína Carla Silva.

 


Curta o Varginha Digital no Facebook e acompanhe as notícias também pelo Instagram.

Voltar para o Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome