Prefeitura autoriza retorno das aulas presenciais em Varginha a partir de 1º de fevereiro

Publicidade

O anúncio do retorno das aulas presenciais em Varginha foi feito pelo prefeito Vérdi em coletiva realizada nesta quinta-feira (26). Autorização vale tanto para rede pública quanto para a particular. Confira o decreto.

Em coletiva na tarde desta quinta-feira (26/11), o prefeito Vérdi Lúcio Melo informou que o retorno as aulas presenciais em Varginha está autorizado na cidade a partir do dia 1º de fevereiro. A rede municipal vai iniciar as aulas dia 8 de fevereiro.

Foi criado um extenso protocolo sanitário que alunos e professores terão que seguir, com regras sobre distanciamento, uso de álcool gel e máscara.

As classes serão divididas em duas turmas. A primeira terá aulas presenciais na primeira turma e a segunda, na semana seguinte. Enquanto uma turma estiver em sala de aula, a outra acompanhará a aula em casa, pela internet. Na terceira semana, todos os alunos terão aulas on-line, para avaliação. Depois, as aulas retomam o primeiro esquema: uma semana, uma turma presencial; a semana seguinte, a outra turma.

As regras valem também para escolas particulares e faculdades. Mas as instituições de ensino não são obrigadas a aderirem ao esquema.

Publicidade

Nosso objetivo é para que as escolas possam desde já, dentro desse nosso decreto, e juntamente com o protocolo do município, muito bem elaborado pela nossa Secretaria de Saúde, se preparar para receber os alunos gradualmente, cada semana um grupo. E os professores também vão respeitas essa questão dos grupos; os mesmos professores que trabalharem no grupo 1, continuarão com o grupo 1 assim vale para o grupo 2”, completou o prefeito.

O critério para as creches, segundo o prefeito, será o mesmo, entretanto, com cuidados diferenciados para as crianças, que estão citados no decreto. “Obviamente que nós teremos os critérios, nos Protocolos, que afirmarão que forma essas crianças serão cuidadas, na questão de recreação. Tudo isso, temos o protocolo, composto por 27 páginas, que cada setor vai ter que minunciosamente, fazer a leitura, a interpretação, e colocar em prática”, disse o prefeito.

Segundo o Secretário de Saúde, Dr. Luiz Carlos Coelho, caso houver um aluno contaminado ou com Suspeição, as medidas serão tomadas urgentemente. “No próprio protocolo, tem quais são as situações de suspensão das atividades de turma, de turno ou da escola. Então, as investigações de surtos, dentro da sala de aula, dentro da escola ou só daquele tumo, já contempla, no protocolo, quais medidas serão adotadas, até para monitorar famílias”, afirmou.

Veja o decreto completo abaixo:


Veja também

Siga-nos nas Redes Sociais

Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e região direto no seu celular.
Informação com credibilidade. Varginha em um clique!


Publicidade

1 COMENTÁRIO

  1. Só verdi que acha que os alunos das escolas municipais tem internet, smartphone e computador a disposição em casa. Projeto que vai distanciar ainda mais o acesso a educação dos menos favorecidos, impressionante burro a ação de colocar uma escola pública pra funcionar e sem uma vacina já sendo distribuída.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui