Projeto Agenda 2030 será lançado em Varginha nesta quarta, 24

O lançamento oficial da Agenda 2030 acontece
no Teatro Mestrinho Marista.

Será lançado na quarta-feira, 24 de outubro, o Projeto Agenda 2030 – Formando Pequenos Pesquisadores na Educação Infantil. O lançamento acontece no Teatro Mestrinho Marista, às 8h30.

Varginha é uma das primeiras cidades do Sul de Minas a colocar as ações da Agenda 2030 em sua grade curricular.

No trabalho realizado em Varginha já é possível ver uma transformação muito grande na relação do aluno com investigação científica. Eles estão descobrindo novos horizontes dentro de nichos comuns que antes passavam até despercebidos.

“O programa Agenda 2030 só está começando. Estamos na primeira etapa de uma grande jornada”, ressalta a coordenadora Pedagógica da SEDUC, Eliete Maria Abraão Benfica.

Ainda são poucos os projetos, mas com o lançamento oficial da Agenda 2030 em Varginha a expectativa é que a adesão dos professores da rede municipal de ensino seja significativa.

“Estamos trabalhando com uma metodologia ativa, que é uma maneira de fazer o aluno pensar, do aluno ser seu protagonista, ser ativo”, comenta a educadora.

A Agenda 2030

Em setembro de 2015, líderes mundiais reuniram-se na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, e decidiram um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade.

Nascia então a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, com um conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Para conhecer todos os 17 objetivos basta acessar o site da Agenda 2030.

O Projeto em Varginha

Em Varginha a Secretaria Municipal de Educação vai trabalhar o objetivo 4 da Agenda 2030: Educação de Qualidade.

As ações da Agenda 2030 – Formando Pequenos Pesquisadores na Educação Infantil começaram em agosto de 2018, na educação infantil. No ano que vem as atividades serão ampliadas para o ensino fundamental.

Serão envolvidos 4 mil alunos de 0 a seis anos de trinta Cemeis e escolas da educação infantil. A previsão que em 2019 mais 9 mil alunos do ensino fundamental participem do projeto.

“Os projetos investigativos são planejados pelos professores dentro da realidade da escola. Os alunos problematizam uma situação voltado para o meio ambiente e fazem então uma pequisa, uma investigação para chegar a uma resposta”, explica Eliete.

As diretorias das escolas também desenvolverão ações envolvendo lixo, economia de água e outros assuntos de interesse da comunidade.

Um exemplo é o trabalho desenvolvido no Caic II. Os alunos estão trabalhando o projeto “Horta na Educação Infantil – alimentação saudável e desenvolvimento sustentável.

Próximos passos

Após o lançamento oficial continuarão as capacitações dos professores, por meio da oficina de projeto investigativo.

O projeto Agenda 2030 deve entrar no currículo escolar, fazendo parte do projeto político pedagógico da escola.

Os trabalhos das escolas serão acompanhados e as melhores práticas serão divulgadas numa revista da Agenda 2030 e a escola receberá um selo de escola sustentável.

Veja algumas fotos de ações desenvolvidas:

 


Curta o Varginha Digital no Facebook e acompanhe as notícias também pelo Instagram.

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome