Capitólio libera acesso parcial aos canyons

Publicidade

O acesso a esta área de canyons em Capitólio estava fechado desde o acidente de 8 de janeiro.

A partir do dia 30 de março será permitido o acesso parcial aos cânions na região do Lago de Furnas, em Capitólio, seguindo as recomendações que foram solicitadas pelos estudos geológico e pela Polícia Civil. A liberação está prevista em decreto municipal assinado prefeito Cristiano Gerardão (PP) e publicado quarta-feira, 23.

Este é o trecho onde uma rocha se desprendeu e matou 10 pessoas em 8 de janeiro. A região do Lago de Furnas está interditada desde a tragédia, respeitando todas as orientações do Ministério Publico e estudos sobre o local.

Confira o vídeo divulgado nas redes sociais:

No dia 23 de fevereiro termo de desinterdição do complexo mirante dos canyons após estudos e levantamento feitos no complexo.

Publicidade

Causas do acidente

No dia 4 de março, três meses após o desabamento do cânion em Capitólio, a Polícia Civil apresentou os resultados do inquérito sobre o acidente. Não foram identificados responsáveis ou culpados pela tragédia no Lago de Furnas.

O inquérito concluiu que não houve interferência humana. De acordo com o delegado regional de Passos, Marcos Pimenta, o acidente foi um evento natural. 

“As investigações encerraram com a conclusão do último laudo pericial. É importante falar que nós fizemos muitos laudos […] Para a Polícia Civil, não houve ação humana que teve nexo causal com a queda. O nosso trabalho foi ininterrupto visando esclarecer e melhorar as condições de turismo no local e, assim foi feito,” disse o delegado em entrevista coletiva.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui