Mineira é condenada na Tailândia por tráfico de drogas

Publicidade

Entenda melhor como foi a condenação da mineira presa na Tailândia.

A mineira, presa na Tailândia desde fevereiro por tráfico internacional de drogas, Mary Hellen Coelho Silva, foi condenada nesta semana a 9 anos e 6 meses de prisão, sendo dois anos, por crime civil e 7 anos e 6 meses por crime penal. A informação é de uma das advogadas de defesa da jovem.

Proferida na quarta-feira, 11, a sentença só chegou ao conhecimento dos advogados na madrugada desta quinta-feira, 12, quando receberam um e-mail do consulado brasileiro. As informações ainda são preliminares, pois os advogados aguardam o recebimento da sentença completa.

De acordo com as informações dos advogados, a jovem teria sido assistida por defensor público nomeado pela própria Corte. O setor consular está tentando, desde ontem, obter cópias dos documentos da sentença da brasileira.

A advogada Kaelly Cavoli Moreira ainda afirma que após ter acesso à sentença, os advogados tentarão a extradição da jovem, para que ela possa cumprir a pena no Brasil.

Publicidade

“A gente teve uma pena muito positiva, melhor do que a gente esperava. Nós estávamos contando com 50 anos de prisão, mas já tínhamos descartado a pena de morte e a prisão perpétua. Estamos caminhando para uma pena humana, o mundo precisa ir contramão de penas desumanas”, afirmou Kaelly.

A extradição se tornou uma possibilidade real depois que Polícia Federal (PF) prendeu, no dia 5 de maio, uma mulher suspeita de aliciar Mary Hellen e outros brasileiros que foram presos por tráfico internacional de drogas, no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi, em Bangkok, na Tailândia. A prisão desta mulher confirma a jovem entrou no país como mula.

Veja também:

Prisão de mulher suspeita de aliciar brasileiros para tráfico de drogas pode ajudar minera
Mineira presa na Tailândia: jovem pode escapar de pena de morte
Mineira presa na Tailândia pode ser condenada a pena de morte

Entenda o caso

Desde fevereiro, Mary Hellen Coelho Silva, de 22 anos da cidade, de Pouso Alegre, está presa com outros dois brasileiros na Tailândia, por suspeita de tráfico internacional de drogas. Os três foram presos no aeroporto de Bangkok. No país asiático o crime de tráfico de drogas pode gerar pena de morte.

A jovem mineira tinha saído de Curitiba, com outro brasileiro de 27 anos que também foi preso. Outro rapaz de 24 anos que chegou em outro voo também foi preso.

De acordo com autoridades da Tailândia, os três estavam com 15,5 quilos de cocaína. Uma parte da droga estava com Mary Hellen e o amigo de 27 anos e o restante com o homem de 24 anos. 

A prisão aconteceu depois que funcionários do aeroporto desconfiaram dos passageiros e encontraram a droga em um compartimento oculto da mala deles. 

O Itamaraty informou que, por meio da embaixada de Bangkok, acompanha a situação e presta toda assistência aos brasileiros. A Tailândia é um dos países onde o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte, dependendo da quantidade e das circunstâncias.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui